Rede Drogaria Total busca alcançar a marca de mil lojas

Uma das principais redes associativistas do país, a Rede Drogaria Total tem um plano ambicioso de chegar a mil lojas até o fim de 2020. Oriunda de Ribeirão Preto, a rede está presente em mais de 280 municípios e conta com mais de 485 unidades no estado de São Paulo, além de uma em Minas Gerais e outra no Paraná. “Esperamos terminar 2019 com 500 pontos de venda”, afirma Jair Beloube, administrador do Grupo Total, que iniciou a prospecção de empresas interessadas em converter bandeira e se associar à rede.

Segundo o executivo, a meta tem como importante ponto de apoio a inauguração, em junho de 2019, da sede própria de sua cooperativa de compras, a Coopertotal, que já é responsável por boa parte da distribuição de produtos para as lojas da Rede Drogaria Total. Localizada em Jardinópolis, cidade a 20 quilômetros de Ribeirão Preto, a Coopertotal ocupa uma área de 5.600 m², para armazenagem e separação de produtos. “O potencial de ter uma cooperativa própria e as vantagens que isso oferece vêm alavancando o interesse das farmácias”, ressalta Beloube.

Outro diferencial importante da Rede Drogaria Total é a preocupação constante com a gestão de suas unidades. “Fazemos questão que nossas lojas prestem um ótimo atendimento e que também ofereçam um mix de produtos com preços extremamente competitivos. Para isso, oferecemos a todos consultorias e ferramentas de ótima qualidade, que permitem a todos uma excelente gestão. Conhecer sua loja como se fosse a palma da mão é o segredo do sucesso”, finaliza.

“Se compararmos com 2018, devemos registrar um aumento por volta de 50% no faturamento, número absolutamente maior que a média do mercado” acrescenta. Coroando o ano de sucesso, a rede ingressou, no mês de junho, em um novo segmento por meio da Drogaria Total Popular – modelo mais agressivo em preços, mas sem prestação de serviços.

Os interessados em unir forças com a rede podem contatá-la pelo telefone (16) 98159-4091.

A Rede Drogaria Total é associada à Febrafar.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico