Programa Farmácia Popular combate informações falsas

O Ministério da Saúde informou recentemente, por meio de comunicado às farmácias e drogarias credenciadas ao Programa Farmácia Popular do Brasil – PFPB, que todas as notificações relacionadas são realizadas pelo próprio Ministério, através ofício devidamente assinado via Sistema Eletrônico de Informações – SEI. 

Veja informação sobre cadastramento no Programa

Com isso o programa Aqui Tem Farmácia Popular busca combater informações falsas (as famosas fake news) que circulam por e-mail e outros meios, que podem conter até mesmo vírus. 

O Ministério ainda informa que a autenticidade da comunicação poderá ser conferida seguindo as orientações constantes no final do documento, através do link, código verificador e o código CRC disponibilizados. 

Veja o que mais foi informado: As informações constantes de notificação proveniente deste Ministério da Saúde, poderão ser antecipadas via e-mail, para o endereço eletrônico cadastrado pelas farmácias e drogarias no momento do credenciamento e/ou renovação, ressaltando que os e-mails oficiais do Ministério da Saúde possuem os domínios @saude.gov.br. 

O PFPB está atualmente regulamentado pela Portaria de Consolidação nº. 5 de 28 de setembro de 2017, Seção III, artigo 572, Anexo LXXVII. Conforme disposto no artigo 5º, a operacionalização do PFPB “Aqui Tem Farmácia Popular” ocorre diretamente entre o Ministério da Saúde e a rede privada de farmácias e drogarias. 

Dessa forma, destaca que este Ministério da Saúde não estabelece qualquer vínculo com empresas que eventualmente ofereçam serviços de consultoria e/ou outros relacionados ao PFPB. 

Também de acordo com a referida regulamentação, não há previsão de cobrança por parte deste Ministério da Saúde no que diz as atividades relacionadas a operacionalização e funcionamento do PFPB. 

O pagamento de multa e/ou ressarcimento são realizados exclusivamente por meio de Guia de Recolhimento da União – GRU. Portanto, o Ministério da Saúde não utiliza outros meios (depósitos, transferências, entre outros) tampouco se utiliza de empresas para tal fim. 

Destaca que o Programa Aqui Tem Farmácia Popular não utiliza outros meios de comunicação e que procedimentos fora dos padrões estabelecidos e/ou extra-oficiais podem caracterizar fraude e deverão ser imediatamente comunicados ao Ministério da Saúde para providências cabíveis.   

Quaisquer dúvidas ou em caso de recebimento de notificação suspeita e/ou irregular, o estabelecimento credenciado poderá realizar a comunicação pelo 136 ou encaminhar e-mail para os canais de atendimentos do programa. 

Atualmente se encontram ativos os seguintes canais de comunicação do Programa Aqui Tem Farmácia Popular: [email protected][email protected]“>jurí[email protected][email protected][email protected] 

 



Deixe uma resposta