Hora do Mercado analisou a distribuição no Brasil com a participação da Abradilan

A última edição do evento A Hora do Mercado com Edison Tamascia, que aconteceu no último dia 31 de maio, teve como destaque o debate sobre o papel da distribuição no varejo farmacêutico, contando com a participação de representantes da ABRADILAN. Além disso o programa também abordou outros relevantes temas para o setor.

A Hora do Mercado teve início com a tradicional análise de mercado de Edison Tamascia, quando falou do relevante número de abertura de novos PDVs no país, sendo que nos últimos cinco anos o mercado passou de 86 mil lojas para mais de 88 mil. Outro dado relevante em relação ao período é que foram abertas mais de 11 mil novas lojas, contudo, o índice de fechamento de lojas é alto.

“Interessante observar que se tem atualmente o aumento também de novos formandos de farmácia e uma grande entrada de novos farmacêuticos, o que também influência na abertura de novos PDVs. Assim, é preciso ficar atento às novas demandas dos clientes de modo a encantar e surpreender”, analisou Edison Tamascia.

Um ponto de atenção apresentado pelo presidente da Febrafar na apresentação foi a percepção de que tem muitas pessoas e empresas nesse mercado apenas sobrevivendo e não conseguindo prosperar. Para se diferenciar dessa situação o associativismo tem ferramentas visando formas de trabalho mais profissionalizadas.

“O associativismo que praticamos busca sempre por inovação e alavancar os crescimentos dos associados, bem como a digitalização das lojas. Assim, nosso modelo associativista cresce em média mais que 50% acima do mercado, fruto do modelo mais organizado de processos e novas metodologias de acompanhamento dos PDVs”, avaliou Edison Tamascia.

Finalizando esse primeiro tema da Hora do Mercado, explica que os desafios ainda são muitos, como os relacionados ao ticket médio dessas lojas, por exemplo, que ainda pode crescer e, nesse contexto, é preciso olhar de forma mais acentuada para o autosserviço, os não-medicamentos e dermocosméticos.

Análise da distribuição com a Abradilan

No quadro “Hora do Parceiro” o programa contou com a participação do presidente da Abradilan, Jony Sousa, e do Diretor Financeiro, Vinicius Andrade. Eles falaram sobre os desafios das distribuidoras e qual a importância da parceria com a Febrafar.

Segundo dados apresentados, atualmente, são mais de 155 distribuidores da Abradilan com presença nacional, contando com 72 grupos econômicos. Assim, atualmente são responsáveis por 80% do mercado de genéricos e similares, e em termos de valores 20% do mercado.

Outro destaque apresentado é a representatividade da Abradilan que é muito marcante, promovendo todos os anos a maior feira do segmento farmacêutico. Essa conta com todos os canais presentes, como indústrias, distribuidores, associações e clientes, sendo um evento aberto ao público.

Na ocasião foram valorizadas as viagens de reconhecimento dos mercados externos que a Abradilan e Febrafar realizam juntos. Com base nessa Vinicius Andrade explicou que o sistema de distribuição ainda tem um grande caminho para se desenvolver. Mas que o país, por ter muitas distribuidoras, consegue um melhor desempenho econômico, tanto em termos de negociação quanto de distribuição.

Isso no final e uma característica muito importante para o nosso mercado e a Abradilan faz esse papel de ajudar os distribuidores, em prol das farmácias, das indústrias, prestando um bom serviço ao varejo.

Jony Sousa na ocasião reforçou a parceria e o resultado gerado em relação a conhecimento e oportunidade de negócios, ajudando o varejo a crescer. Ele também reforçou o papel de defesa da Abradilan em relação a causa dos genéricos.

Por fim eles reforçaram que essas ações levam o consumidor às lojas e torna o mercado de certa forma mais justo, gerando valor na cadeia. Em um mercado grande e descentralizado, o distribuidor regional acaba tendo mais oportunidades.

Assista ao evento completo pelo Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=neBqSwDX47w&t=1747s