Farmácias associativistas à Farmarcas crescem 33,70% em outubro

Com estratégias inovadoras, as farmácias das redes administradas pela Farmarcas se destacaram mais uma vez no mercado nacional em agosto, com um crescimento muito acima do mercado. Dados apresentados recentemente pelo agrupamento apontam que a soma do faturamento das lojas nos últimos doze meses (finalizados em outubro) cresceu 33,70%, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Lembrando que a previsão de queda do PIB nacional para este ano está alta, mostrando que a administradora está em um caminho totalmente inverso do restante do mercado. Esses resultados são reflexos da ótima gestão das lojas (a Farmarcas cresce acima do que qualquer outro agrupamento de mercado) e da disponibilização de ferramentas modernas para auxiliar no dia a dia dos associados. Outro ponto que justifica esse momento vivido é o fato das farmácias proporcionarem um item primordial para a população (medicamentos) que foi priorizado durante a pandemia.

Comparando o faturamento apenas do mês de outubro de 2020 com o mês de outubro de 2019 o crescimento foi de 23,03%. Atualmente a Farmarcas é formada por 1.160 lojas de 11 redes (AC Farma, Bigfort, Drogarias Maestra, Entrefarma, Farma100, Farmavale, Maisfarma, Maxi Popular, Mega Pharma, Super Popular e Ultra Popular).

Por mais que os dados apresentem um resultado muito positivo, foram grandes os desafios. “Tivemos que nos reinventar em muitos pontos, até na estrutura das lojas. Um exemplo é que não estava no planejamento ter delivery nas farmácias Ultra Popular, mas do nada vem um vírus e diz que se não entregar vai perder faturamento. Em 15 dias montamos uma estrutura de delivery e que está funcionando muito bem”, explica Edison Tamascia, presidente da Farmarcas

Impacto nas aberturas de lojas

Um outro impacto do período da crise foi que a administradora abrirá menos lojas do que o projetado em 2020, mas isso se deve mais a um posicionamento estratégico do que à falta de oportunidades.

“Tivemos menos inaugurações do que esperávamos, mas muito mais por minha causa do que pelo associado. Assim que começamos esse processo, fiz uma primeira reunião com eles e coloquei a seguinte analogia: estamos de um lado de um rio e do outro lado tem uma festa, mas para chegarmos lá, temos que nadar e focar na travessia. Meu objetivo seria sair do outro lado com a mesma quantidade de lojas que entramos sem perder ninguém pelo caminho. Orientei o pessoal da seguinte forma: vamos inaugurar apenas as lojas que já começaram a montagem e segurar tudo o que temos de projetos até que tenhamos um horizonte melhor para saber o que dá para ser feito”, explica Tamáscia.

Com isso a empresa mantém o alto nível de profissionalismo e performance implantando um modelo de negócios de sucesso, mas sempre tendo em vista o propósito da empresa que é: “Cuidar de pessoas para inspirá-las a escreverem sua melhor história”.

Para quem deseja conhecer melhor o modelo e a história da Farmarcas, a empresa disponibiliza gratuitamente o livro De Zero a Mil Drogarias em Sete Anos, pelo link: http://www.farmarcas .com.br/livro/ .