Farmácias Associadas se une ao TJ-RS para combater violência doméstica

Em tempos de quarentena e isolamento social para conter o avanço do coronavírus, um outro problema bem conhecido da sociedade gaúcha pode se agravar: a violência contra as mulheres. De acordo com uma pesquisa feita no ano passado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 43% dos casos de agressão ocorrem dentro de casa.

Dados como esse motivaram o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul a lançar a campanha Quarentena sem Violência, que ganhou o apoio da Farmácias Associadas. Nos mais de 900 pontos de venda da Rede espalhados pelo Estado, cartazes da campanha irão alertar a comunidade sobre a importância de denunciar os casos de violência e também divulgar os contatos para denúncias, orientações e pedidos de ajuda.

Consideradas serviços essenciais durante o isolamento, as farmácias são locais de grande trânsito de pessoas nas cidades, o que facilita a divulgação da campanha. De acordo com a gerente de Marketing, Tatiana Schena, o modelo de negócio da Rede facilita o acesso às comunidades. “Nossa rede é formada por pequenas empresas locais, que têm uma relação muito próxima com os clientes. Isso facilita a abordagem desse tema, que consideramos fundamental nesse período. Também é papel social da farmácia combater a violência doméstica”, afirmou.

A campanha foi uma iniciativa das Juízas do Juizado da Violência Doméstica de Porto Alegre, Madgéli Frantz Machado e Márcia Kern, com a Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica do Judiciário gaúcho. A parceria foi realizada com a agência Matriz Comunicação, que elaborou de forma voluntária o material gráfico da campanha. Para a primeira fase da campanha serão impressos mil cartazes, que serão distribuídos pela Gráfica Impresso Prático. A partir da próxima semana os materiais já estarão afixados nas farmácias de todo o Estado. “Nestes tempos de isolamento social, é certo que as pessoas continuam frequentando farmácias e supermercados, sendo imperioso parcerias nessas áreas”, declarou a juíza Madgéli Frantz.

Sobre a Farmácias Associadas

Com cerca de 900 lojas espalhadas pelo Rio Grande do Sul e por Mato Grosso do Sul, a Farmácias Associadas é uma rede associativa ligada à Febrafar, que congrega micro e pequenos empresários independentes do setor de comércio farmacêutico. Há 20 anos no mercado, a marca possui uma lista de mais de 200 itens de marca própria, entre cosméticos, suplementos e itens de higiene e cuidado pessoal.